25 de março de 2014

Consulta com Endocrinologista

Hoje minha filha teve uma consulta de rotina no Hospital das Clínicas com a unidade de Endocrinologia que a acompanha a cada 6 meses. Ali acompanhamos o desenvolvimento de peso, estatura, alguns exames.

Ainda bem que os resultados dos exames de sangue se mostraram normais. Ela tem alteração de colesterol, mas não é muita coisa que precise de medicamento. 
Da última consulta pra cá, o médico anterior havia pedido pra anotar diariamente a pressão arterial pois na consulta se mostrou alta e durante esses 6 meses ela se mostrou alterada. A mínima também alta, e com valores que aumentam mais no período da tarde. E hoje não foi diferente. E apesar da agitação e nervosismo pela consulta, mesmo assim uma pressão de 16x10 é alta pra um adulto, imagina uma criança.

Como os hábitos alimentares dela são saudáveis, até pelo histórico dela de refluxo, de colesterol, sal nunca faz bem a ninguém e sempre tomei cuidado com a dose de tudo.
Foi encaminhada para a Nefrologista no qual tem a consulta em julho, pois precisa saber qual a causa dessa alteração, já que possui histórico na família de hipertensos.

Como na Síndrome de Turner não produz hormônios femininos, então a médica pesou o que é mais importante pra ela, já que na Turner a tendência é de ter osteoporose, e a preocupação é com a parte óssea dela que vai ficar enfraquecida. Então entre induzir a menstruação, e esses hormônios trabalharem e quebrar um osso, é melhor que ela tenha esse incomodo de toda menina da idade dela, do que esse problema que ficaria bem grave por ela ter uma escoliose (corrigida por haste) e todo histórico dela, apesar da Densitometria Óssea feita em 2012 ter mostrado resultado normal, é melhor prevenir. E depois pedirá esse exame novamente.

Vai começar o tratamento com Estrogênio via oral, e depois entra com a Progesterona. A única contra indicação é que o primeiro pode desproteger o coração, mas como os exames dela se mostraram normais, e repete esse exame periodicamente. A Progesterona sim, protege essa parte cardíaca.

O (GH) - Hormônio do Crescimento está descartado pois o crescimento dela não é algo que a prejudica e o foco é a parte óssea, e esse hormônio poderia a prejudicar em outras áreas.

Foram solicitados exames de rotina para a próxima consulta que acontece daqui 4 meses. Entre eles o de sangue: 
Função Hepática/Pancreática- Realizados no ano passado a pedido da Neurologista dela, pois como fazia uso de um remédio para eplepsia eles se mostraram muito alterados. 
Além dos habituais periódicos: 
Sangue: Eletrólitos, Lípides, Glicose, Hemograma, Tireóide, Metabolismo Ósseo, Gônadas.
Urina > Creatinina e Cálcio.

Até a próxima!

(Adriana - Mãe da Jaqueline)





Nenhum comentário:

Postar um comentário