24 de julho de 2014

Quantas vezes já me perguntei: Porquê tenho uma filha Turner?

Quantas vezes eu me perguntei: Porque eu fui ter uma filha Turner e junto com isso ainda PC ?
É tanta informação, é tanta coisa pra fazer que eu ficava perdida e pensava: Será que eu vou conseguir?
Graças a Deus, só Deus e nós aqui em casa sabemos como temos conseguido. E sempre agradecemos por ela estar aqui. Por sempre ter amor pra dar e receber dela, por ainda apesar da luta encararmos ela com respeito e naturalidade, mesmo a rotina não sendo natural. Pra sempre agradecer e olhar para os lados e ver que existem pessoas que passam dificuldades maiores.
Por isso eu nunca reclamo. Às vezes eu choro pra pegar fôlego, mas eu sempre serei forte. Porque sei que Deus está me guiando.... E sei que se ela está aqui não é por acaso.

Já passamos muitas coisas, já sofremos muito. Mas ela está aqui. Feliz e saudável. Isso que importa! O que importa é ver ela bem, sorrindo, e a gente vai buscando o melhor pra ela. É difícil? É! Mas se ela está aqui, passou por tanta coisa, sempre foi guerreira. Então me apego à isso. Quantas pessoas estão à procura de um diagnóstico, ou com problemas sem evolução? Ouvimos teorias, e aquilo cai como uma bomba negativa em nossa mente. A gente se paralisa, mas depois sobe as mangas e diz: - Vamos em frente! Temos como cuidar, então vamos! Somos humanos, temos fé, saúde e amor. O resto a gente inventa!

Hoje tivemos mais uma consulta com a Endocrinologista. E vou contar na próxima postagem como foi. 

Adriana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário