5 de outubro de 2015

Consulta com Nefrologista e Nutricionista

A pressão durante a consulta e nas anotações da última consulta se mostrou boa. Informei que ela anda mais dorminhoca e que realmente a pressão dela está numa faixa de 95x70, e que ao contrário do que pensava às anotações anteriores que davam uma pressão alterada devido agitação, era porque a pressão estava alta e não a agitação que subia a pressão dela. Mas realmente no intervalo de 12 horas a pressão se mostra excelente.

O exame de mapa que foi pedido pra fazer novamente não consegui sequer marcar em outro prédio porque me encaminharam pro primeiro que eu havia ido e é referência e o próprio médico chefe do setor fez um relatório informando que não seria possível realizá-lo devido não ter manguito. E não é só isso: Reforcei à médica que ela ficando nervosa a pressão daria alta por agitação, e mesmo medindo em casa dá uma pressão aproximada por medir com o de pulso, mas pelo menos ela está calma.
As bactérias que deram na urina não tem dado sintomas nela. O que pode haver é devido aos repetidos exames com sonda, uso de fralda dê essas alterações.

Condulta médica:

Pediu um exame para ver a veia do rim tumografia do abdome, porque na Síndrome de Turner é esperada essas alterações e melhor checar.
Pediu exames de Praxe (Sangue e Urina) e Colesterol para ir acompanhando com a Nutricionista já que vieram alterados e pode ser da dieta e suplementação e é ela que vai mexer ou não nisso. O potássio diminuiu , então continuar a preparação para a retirada dele dos alimentos porque precisa baixar mais (pois o potássio em excesso no organismo pode dar até arritmia cardíaca, fraqueza e confusão mental).
Vai continuar as mesmas medicações e pediu um retorno daqui 4 meses pois a pressão está boa, e a cardiologista acompanha com exames. E como o exame mostrou que não está vindo mais proteína na urina e acertaram os medicamentos, vai acertando apenas a dose conforme o peso. Para o peso e altura dela, 120x70 está bom.

Recomendou não dar o Bicarbonato junto com outros alimentos pois fica um gosto rui. Dar com água esmagado mesmo que é melhor. E se a pressão baixar muito, tiver desidratação, vômitos, diarreia suspender a medicação porque é perigoso essa pressão baixar demais, e se tiver algum problema procurar nos dias que estão no consultório ou no PS nos dias que não.

Exames pedidos:

Angiotomografia abdome - Diagnóstico Provável: HAS e Síndrome de Turner

Exame de Sangue:

Eletrólitos : Sódio, Potássio, Cálcio, Magnésio, Fósforo, Ca iônico, Cloro.
Função Renal: Creatinina, Uréia.
Lípides: Colesterol Total, HDL, LDL, VLDL, Triglicérides.
Outros testes: Glicose
Gasometria: Gasometria Venosa

Exame de Urina:

Creatinina
Microalbuminúria
Urina tipo I


Nutricionista :

Fiz os preparos para a retirada do potássio , dá mais trabalho mas é para o bem dela, fiz conforme as orientações, assim como os temperos, só que ela cheira a comida e alguns como o alecrim ela não gostou então dou os habituais que ela gosta.
O colesterol na Síndrome é normal vir alterado, às vezes muda do nada, teve uma época que alterou devido a dieta calórica e baixamos com as mudanças na alimentação, mas pode ser o suplemento, leite, porque não come coisas que possam elevar, pois sempre me preocupo com a qualidade pois o colesterol é perigoso para o coração

Conduta:

Não vai mexer na dieta, quer investigar o colesterol para a próxima consulta que terá com o Endocrinologista, pois o jejum deve ser de 12 horas e ela fez com 8 horas e isso dá diferença. Dar fibras, aveia todo dia observando a distensão abdominal que tem. Como tem consulta com o Nutrólogo ainda esse mês, vai pedir pra ele não mexer no suplemento ainda pois na Jaqueline tem que equilibrar a coisas. Se mexe na dieta, desnutri, e se estivesse com um colesterol de 200,300 seria feita alteração imediatamente e provavelmente foi erro pois o intervalo de 8 horas acusa mesmo pois toma suplemento com leite e carboidrato em alto valor no período da noite.
Continuar o preparo para a retirada do potássio.

Atraso de peso sempre vai ter. Não vai querer que ela tenha 30 quilos porque seria obesa, e sim ter um limite, e o que não pode é perder. E ela saiu daquele quadro preocupante de desnutrição grave.
  

Até a próxima!

Adriana

Nenhum comentário:

Postar um comentário